Festas de Fim de Ano: Significado, Tradições e Superstições

Festas de Fim de Ano: Significado, Tradições e Superstições

O verão brasileiro traz consigo muitas celebrações. Logo de cara, 4 dias depois da chegada da estação mais colorida e divertida do ano temos o Natal, para muitos, pelo significado religioso, a data mais importante e esperada do ano.

Seja pelo Papai Noel, pelo amigo oculto, pela comilança ou pela reunião familiar, o Natal é uma data especial para quase todas as idades, famílias e religiões. Mas e o Réveillon? Você sabe o que significa Réveillon?

Por incrível que pareça, muita gente desconhece seu significado. É claro que está ligada ao ano novo, porém existe uma definição interessante por trás. Réveillon é uma palavra de origem francesa que descreve festa de passagem de ano.

Réveillon tem origem no verbo em francês réveiller, que significa “acordar” ou “reanimar”. Assim, o réveillon é o despertar do novo ano.

Apenas por volta do século XX o termo réveillon passou a designar as celebrações do Ano Novo. Em um primeiro momento era usado para descrever uma refeição leve que era feita à noite, o que impedia que as pessoas dormissem e depois foi usado para qualificar a ceia de véspera de Natal.

As festas de Ano Novo costumam ser grandes atrações com o espetáculo de fogos de artifício na passagem do dia 31 de dezembro para 01 de janeiro.

Grandes cidades brasileiras concentram a queima de fogos em algum ponto turístico. O Rio de Janeiro, por exemplo, é mundialmente conhecido pela festa de réveillon realizada na orla da praia de Copacabana. Um espetáculo grandioso com muitos fogos e shows de grandes músicos nacionais nas areias da praia.

O Réveillon, por ser uma festa relacionada a um recomeço é também envolta por muitas tradições e superstições. Para comemorar o início de um novo ano, pessoas ao redor do mundo têm uma variedade de rituais para trazer boa sorte ou deixar os males para trás.

Conheça algumas das mais famosas tradições brasileiras:

A tradição mais forte é a de se vestir de branco durante a virada do ano, que significa paz e purificação espiritual.

Outra bastante comum, principalmente em locais de praias é a de adeptos e simpatizantes de religiões como umbanda e candomblé lançar flores, velas ou qualquer outra oferenda a Iemanjá, a deusa dos mares. Significa que todos os problemas serão levados ao fundo do mar e devolvidos em forma de ondas, resultando em sorte para o ano que está por vir.

Muitos brasileiros pulam sete ondas e fazem pedidos para cada uma delas. 7 é um número espiritual, e ao pular as ondas, significa que você invocará Iemanjá, que te dará forças para passar por cima das dificuldades.

O que comer e não comer no virada do ano?

Comer lentilha simboliza a fartura. Desta forma, ela é prato obrigatório na ceia de muitas famílias brasileiras. Significa que terá um ano farto e com muita comida.

E há quem acredite que na noite de Ano Novo não se deve consumir aves, como galinha ou frango, pois elas ciscam para trás e isso significa atraso na vida.

Passado o Réveillon ficamos todos à postos a espera do Carnaval. Outra celebração que acontece em nosso verão e que aqui no Rio de Janeiro é ainda mais exuberante que o Ano Novo.

Mas esse é assunto para um próximo post. Sobre as tradições do Carnaval Carioca! A gente aqui do Floresta, se joga em todas as festas! 🙂

casaraofloresta
casaraofloresta@casaraofloresta.com.br
Nenhum Comentário

Publicar um comentário